quarta-feira, 17 de julho de 2019

O Meu Mar

Vejo da minha varanda
A traquinice do mar
Anda, desanda, ciranda
Como criança a brincar.
Olho e fico encantada
Quando o Sol o vem beijar
Fica a água prateada
Dá-lhe uma cor singular
Neste mar que é meu e teu
Perco-me em adoração
Leva-me longe o pensar
Navego na imensidão...


Clara Mestre

Verão mudado

Silêncio nas escolas
Não se vê ninguém
Os gatos passeiam
Onde lhes convém
Agosto promete
Umas boas férias
São boas para uns
P'ra outros são lérias...

O tempo enroscado
não nos convida
Uma ida à praia
tão apetecida
Faz sol, faz vento
Chuvisca e troveja
E o Verão antigo
não há quem o veja

Mas é afinal
Sinal dos tempos
O planeta sofre
com vários tormentos
Sofre a humanidade
Porque uns tais senhores
Não querem saber
De tantos horrores...


Clara Mestre

Dos velhos, a sabedoria...

Nós os velhos
Não queremos
ser abandonados.
Queremos carinho,
compreensão,
cuidados...
Os bancos dos jardins
já não nos chegam.
Os pombos
não nos alegram.
Já estamos fartos
de tretas e "guerras"
Queremos leis
que sejam dignas
dos velhos
das nossas terras...


Clara Mestre

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Primavera

Muitas palavras posso arranjar
Que façam verso, possam rimar
Mas isso só, não é poesia!...
Poesia é quando chega a Primavera
Ter alegria desmedida de viver
Sentir que o sol brilha ardentemente
Queimando até a seiva do meu ser
Poesia é amar todos os homens
Em todas as Primaveras em flor
Pedindo a Deus a paz p'ra todo o mundo
E que os homens não se esqueçam do amor
Poesia é querer lutar de mãos dadas
Sempre com muita ousadia
Transmitindo muita paz
Com amor e harmonia
E abraçada à Natureza
Eu peço com alegria
Que a Primavera nos traga
Tudo a que chamo poesia...

Clara Mestre